Followers

Friday, December 04, 2009

El dinero

"Da igual que digamos que el dinero es malo: circula de una fuerza a otra. Es una ficción, una adicción y una conspiración tácita".

Martin Amis (Gran Bretaña, 1949)

6 comments:

Trini said...

Y, desgraciadamente, una necesidad.

Abrazos

Abril Lech said...

Pero el dinero es nada, ni bueno ni malo. Lo que le da carácter es su uso, no su naturaleza. El dinero es simplemente un movimiento...

...

Asi que ya saben... vayan depositándomelo!

:-)

DE-PROPOSITO said...

el dinero es malo: ???
_Será ?!...
Hoje o meu comentári, será um poema de Jorge de Sena.
Um abraço.
Manuel
----------
ODE AOS LIVROS QUE NÃO POSSO COMPRAR

Hoje, fiz uma lista de livros,
e não tenho dinheiro para os poder comprar.

É ridículo chorar falta de dinheiro
para comprar livros,
quando a tantos ele falta para não morrerem de fome.

Mas também é certo que eu vivo ainda pior
do que a minha vida difícil,
para comprar alguns livros
__ sem eles, também eu morreria de fome,
porque o excesso de dificuldades na vida,
a conta, afinal certa, de traições e portas que se fecham,
os lamentos que ouço, os jornais que leio,
tudo isso eu tenho de ligar a mim profundamente,
através de quanto sentiram,, ou sós, ou mal acompanhados,
alguns outros que, se lhes falasse,
destruiriam sem piedade, às vezes só com o rosto,
quanta humanidade eu vou pacientemente juntando,
para que se não perca nas curvas da vida,
onde é tão fácil perdê-la de vista, se a curva é mais rápida.

Não posso nem sei esquecer-me de que se morre de fome,
nem de que, em breve, se morrerá de outra fome maior,
do tamanho das esperanças que ofereço ao apagar-me,
ao atribuir-me um sentido, uma ausência de mim,
capaz de permitir a unidade que uma presença destrói.

Por isso, preciso de comprar alguns livros,
uns que ninguém lê, outros que eu próprio mal lerei,
para, quando se me fechar uma porta, abrir um deles,
folheá-lo pensativo, arrumá-lo como inútil,
e sair de casa, contando os tostões que me restam,
a ver se chegam para o carro eléctrico,
até outra porta.

Jorge de Sena
1919 / 1978

Rembrandt said...

Lo malo no es el dinero en sí, sino la manera en que se distribuye.

Besos y que estés bien.
REM

Princesa Dariak said...

Hola querido amigo! Estoy bien, publico en My Opera ( http://my.opera.com/Patritzya/blog ), dónde la temática para escribir la siento más libre que aquí en Blogger, ya que tanto La Espada, como Agua tienen un estilo definido, aunque después de algunos meses de abandono, he continuado la historia, y algun poema.

Creo que lo que es malo no es el dinero, sino el amor al dinero...
En este sistema de cosas, el dinero es necesario...

Abrazos de Luz y sombras.

Anonymous said...

Obrigado por Blog intiresny